×
Sobre a Corrida Programa Plano de Treinos Dicas ao Público Localização Inscrição

A relação entre inatividade e obesidade

A relação entre inatividade e obesidade

Podemos dizer que a inatividade e a obesidade estão diretamente relacionadas?

Os cientistas ainda estão a tratar deste assunto.

O Relatório de Participação do Conselho de Atividade Física, EUA, de 2018 mostra que 82,4 milhões de pessoas - 28% da população americana – é inactiva.

Ao mesmo tempo, o centro de Controle e Prevenção de Doenças, EUA, informa que mais de um terço (36,5%) dos adultos norte-americanos são obesos (NCHS, Data Brief, No. 219, novembro de 2015).

"A combinação de pessoas inativas e hipoativas é um cenário para a obesidade, especialmente quando os baixos níveis de atividade se conjugam com opções de dieta inadequadas", diz William O. Roberts, MD, MS, FACSM, professor do departamento de medicina familiar e saúde comunitária na Universidade de Minnesota.

Frank Booth, (PhD, baseado na Universidade de Missouri), há muito tempo que defende que os seres humanos têm um gene que é ativado com a inatividade por forma a ajudar o corpo a armazenar gordura durante os tempos difíceis de ausência de alimentos.

Num estudo de revisão abrangente realizado sob a liderança de Booth e publicado na revista Physiological Reviews (2017; doi: 10.1152 / physrev.00019.2016), os pesquisadores propuseram que "a inatividade física poderia ser considerada um comportamento selecionado pela evolução para o descanso, e também selecionado pela evolução para ser reforçado em situações de risco de vida em que exercícios possam constituir perigo ". Os autores do estudo também observaram que estudos com gêmeos humanos e estudos de reprodução seletiva em ratos forneceram evidências indiretas de genes com funções que produzem inatividade física. "No entanto", acrescentaram, "os estudos sobre a neurobiologia molecular da inatividade física estão apenas na infância".

Para saber mais sobre o Relatório de Participação do Conselho de Atividade Física de 2018, aceda sfia.org/press/900_Physical-Activity-Study-Shows-28%25-of-Americans-Inactive. Para ler o Resumo de Dados sobre as taxas de obesidade nos EUA, aceda cdc.gov/nchs/data/databriefs/db2019.pdf

 

Bruno Brito

O2Life Center